Olá, Visitante. Por favor entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Notícias:
Estamos de volta!

Autor Tópico: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!  (Lida 1305 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Sagat

  • Recém-Chegado
  • *
  • Mensagens: 6
Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« em: Abril 01, 2018, 23:52:01 pm »
Ora viva a todos!

O meu nome é Sagat (???), sou de Guimarães e tenho 27 anos. Comprei recentemente a minha primeira mota.
É verdade, 27 anos, sem carta de mota, e é a primeira vez que conduzo uma. .
Já estava com este bichinho há algum tempo mas só agora, depois de trabalhar uns aninhos é que decidi avançar no mundo das motas. Andei algum tempo na dúvida se tirava a carta e comprava uma cb500x usada ou se começava por baixo, pelas 125 e depois logo se via.. E depois de colocar os vários pesos na balança decidi pela segunda hipótese, começar numa 125 e depois logo se vê.

Como escolhi uma 125, não me permite ir para o trabalho todos os dias (trabalho a 60kms de distância). Será mais para dar uns passeios ao fim de semana com os amigos, ir aqui e ali e depois logo se vê :p

Como também não queria dar muito dinheiro e gosto muito deste estilo de mota, decidi avançar por uma hanway scrambler usada, com menos de um ano e com 2 mil Km. Está impecável fora uns pequenos detalhes de desgaste no farol da frente, mas falarei sobre isso noutro tópico.

E basicamente é isso. Dei as primeiras voltas há pouco, o tempo também ainda não permitiu andar mais, mas pelo que vejo é uma questão de prática. Os conceitos básicos  sei, agora é treinar :)

Vou depois colocar umas dúvidas de customização para colocar a menina ainda mais bonita.









« Última modificação: Abril 02, 2018, 00:02:25 am por Sagat »

Fernando Santos

  • Ton Up
  • *****
  • Mensagens: 2587
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #1 em: Abril 02, 2018, 15:36:29 pm »
Bem vindo.  !thumbup
Então essa moto não permite ir para o trabalho todos os dias? tem algum problema mecânico, é antiga ou é por questões de conforto?
Nos meus inícios de vida (antes dos 27) fazia mais ou menos isso ou mais também de 125, atravessava Lisboa inteira vindo dos subúrbios. À hora de almoço ia ter com a namorada quase ao centro da cidade, regressava ao trabalho e ao final do dia, mais do mesmo.
Depois quando casei tive outra 125; uma Honda SL (já um fóssil quando a comprei) com a qual fiz férias de Verão e caminho da margem sul, via ponte até ao centro de Lisboa todos os dias durante uns três anos.
Claro que uma 125 pode ter limitações se nós pensarmos que sim, por outro lado pode ser apenas uma questão de estado de espírito. Os tempos hoje também já não são os mesmo, mas prefiro ter uma 125 a não ter moto.  ;D

Be like water

Sagat

  • Recém-Chegado
  • *
  • Mensagens: 6
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #2 em: Abril 02, 2018, 15:57:10 pm »
Obrigado !


Sim, essencialmente por questões de conforto e segurança. Ainda faço cerca de 20 Km pela AE e não deve ser muito agradável para mim e principalmente para a mota (andar sempre em altas rotações).

Não estou com isto a dizer que não o faça, quem sabe até me posso surpreender e ir mais vezes do que esperaria, mas não a comprei com esse propósito.


JPCarvalhinho

  • Moderador
  • Ton Up
  • *****
  • Mensagens: 2060
  • João Pedro ;)
    • Iswitch.org
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #3 em: Abril 02, 2018, 16:26:47 pm »
Experimenta, e insiste durante uma semana... depois vês como estás... o mais certo é acabares por ir por estradas nacionais pois por AE chegas rápido demais ao destino :P

Nota que a tua exposição ao vento é bastante pronunciada, por isso com dificuldade chegas a andar no redline durante muito tempo... mais vale ir nos 100km/h com algum conforto... do que a 120 a sofrer...
In iron we rust... in revs we thurst!

Fernando Santos

  • Ton Up
  • *****
  • Mensagens: 2587
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #4 em: Abril 02, 2018, 18:24:22 pm »
A questão da segurança é que pode ser mais pertinente. Quando se vai mais devagar, especialmente nas AE's aparece sempre um esperto que parece querer empurrar-nos. Por vezes é difícil andar devagar. Daí que um pouco mais de potência de motos por vezes ajuda a sair de situações mais complicadas.
Agora a pancadinha do vento, sim é outra história. Quase toda a vida tive motos naked, a maioria de grande cilindrada. Acabei, com a idade, por me render aos plásticos. Não aprecio muito a estética dos tupperware's, mas são um conforto bastante grande em trajectos maiores.  Cheguei a fazer durante mais de 20 anos 100 quilómetros diários para ir trabalhar.
Be like water

Lamas

  • Ton Up
  • *****
  • Mensagens: 2390
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #5 em: Abril 03, 2018, 17:10:20 pm »
Bem vindo.  !thumbup
Então essa moto não permite ir para o trabalho todos os dias? tem algum problema mecânico, é antiga ou é por questões de conforto?
Nos meus inícios de vida (antes dos 27) fazia mais ou menos isso ou mais também de 125, atravessava Lisboa inteira vindo dos subúrbios. À hora de almoço ia ter com a namorada quase ao centro da cidade, regressava ao trabalho e ao final do dia, mais do mesmo.
Depois quando casei tive outra 125; uma Honda SL (já um fóssil quando a comprei) com a qual fiz férias de Verão e caminho da margem sul, via ponte até ao centro de Lisboa todos os dias durante uns três anos.
Claro que uma 125 pode ter limitações se nós pensarmos que sim, por outro lado pode ser apenas uma questão de estado de espírito. Os tempos hoje também já não são os mesmo, mas prefiro ter uma 125 a não ter moto.  ;D

A quem o dizes.
Quando comecei com 16 anos numa Honda C110 fiz em 2 anos 50.000 km.
Ainda bem que quase não havia AE's (também não podia circular com  uma 50 cc) era só estradas e caminhos.
Sair da Parede para a Arrábida levando às costas um "saco de marinheiro" com fato de mergulho, óculos, barbatanas, alguns morfes mais a espingarda, atravessar o Tejo num cacilheiro, fazer a nacional mais a serra, para um puto como eu sabia a "Long Way Round"  ;)
Portanto amigo Sagat, faz-te à estrada. Desde que tenha 2 rodas (com motor) tudo serve.
É esta a primeira vez que cá venho, desde a ultima que cá estive.

Fernando Santos

  • Ton Up
  • *****
  • Mensagens: 2587
Re: Apresentação Sagat e a sua fresquinha primeira mota!
« Responder #6 em: Abril 04, 2018, 10:54:35 am »
***
Quando comecei com 16 anos numa Honda C110 fiz em 2 anos 50.000 km.
***


Essa C110 alguma vez levou pistons de 62,5 da 125? Antigamente havia esse hábito de envenenar esses motores. :)
Be like water

 

SMF spam blocked by CleanTalk